Editorial

Vós sois o sal da terra: e, se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta, senão para se lançar fora e ser pisado pelos homens” (Mateus 5:13)


Amados irmãos,

Antes de tudo, agradecemos a Deus pela oportunidade de continuidade do Jornal Sal da Terra -Temperando Vidas, que inciou suas atividades em outubro de 2002 e seguiu até outubro de 2015, de forma ininterrupta, impresso e virtual, para a Glória de Deus. Estamos a partir desta data, novembro de 2016, com o jornal bimestral, somente virtual. Nosso desejo é que faça a diferença na vida dos leitores e que vocês sejam agentes semeadores, divulgando, e assim, impactando vidas que precisam de salvação, restauração, perdão e do conhecimento do amor de Deus, através da entrega de Jesus na cruz, por amor a cada um de nós. Aleluia!!


Vamos ao texto e boa leitura :)

A vida cristã é cheia de desafios, e um deles está na declaração de Jesus feita aos Seus discípulos de que eles são o sal da terra. Esse foi um dos ensinamentos de Jesus no conhecido sermão da montanha (Mateus 5:13). Sua intenção em usar essa linguagem de metáfora, era levá-los a refletir sobre a vida cristã, a importância de fazer a diferença em sua missão de ser cristão em um mundo tenebroso. 

Estava, então, lançado o desafio de ser sal da terra.

Cabe aqui falarmos sobre a importância desse elemento que tem a finalidade, tanto de preservar, como de temperar. O sal tem o poder de dar sabor. Ingrediente indispensável na culinária de vários povos em vários lugares, tanto no oriente, como no ocidente, o sal tem uma importância fundamental no preparo de diversos alimentos.então, lançado o desafio de ser sal da terra.

Aqui no Brasil, por exemplo, colocado na medida certa, e misturado com outros temperos, dá um sabor irresistível aos alimentos. Sua importância está em temperar, dar sabor.


Outra propriedade do sal é o seu poder de preservar. Ao exemplo de sua importância na culinária, além de dar sabor, ele também tem a impressionante função de conservar os alimentos. Observa-se sua importância em cooperar na sobrevivência 

de algumas etnias que se encontram em lugares isolados da civilização moderna. Em ilhas da região oriental, tribos e em lugares mais próximos de nós, onde não há ainda energia elétrica, o sal exerce um papel de extrema importância na conservação de alimentos como carnes, peixes etc.

No capitulo 9, versículo 49 do evangelho de Marcos, Jesus faz uma alusão ao antigo testamento a cerca do sal. A expressão salgado com fogo é uma exigência de aplicar sal aos sacrifícios que eram oferecidos em holocausto (Levítico 2:13, Ezequiel 43:24).

 

No lugar do sal, somos desafiados a apresentar nossos corpos como sacrifício vivo, 


É de suma importância que o mundo veja em nós o sabor da vida em Cristo Jesus. A alegria, o amor e a misericórdia são sabores agradáveis. Justiça, paz, longanimidade, paciência e a fé, refletem o quanto o discípulo tem sal em si mesmo. Sem estas características, perde o seu valor (Marcos 9:50).santo e agradável a Deus (Romanos 12:1). Paulo está plenamente de acordo com o ensinamento de Jesus acerca do chamado para ser Sal da Terra. Ser sacrifício agradável é refletir Cristo em nossa vida. Assim como o sal, o discípulo deve com seu testemunho de vida, dar sabor a um mundo destemperado, que vive em total dissabor, sem vida e sem esperança.

Calcular o preço deve ser uma atitude desafiadora para todo cristão. Levar a cruz é calcular o preço, é saber a medida, o valor do sangue derramado, é compreender o valor dimensional da graça (Lucas 14:25-32). Aqueles que não se dispõem a renunciar a si mesmos, tomar a Cruz e seguir a Cristo, estão distantes de cumprir a missão de temperar o mundo com seu estilo de vida.

Amados irmãos,

Assim como o sal tem o poder de preservar alimentos, evitando seu estado de decomposição, o cristão tem a missão de anunciar as boas novas, o Evangelho da Salvação a um mundo que caminha para um estado de decomposição espiritual. O vírus do pecado, como uma doença hereditária, que passa de geração a geração, pode destruir ou decompor a vida daquele que não tem esperança. Mas o poder da pregação do Evangelho, acompanhado de uma vida que reflete a imagem de Cristo (como sal), produzirá um efeito transformador na vida das pessoas que estão próximas de nós.

Portanto, está lançado o desafio. Somos desafiados a ser Sal da Terra.

A panela (o mundo) aguarda desesperadamente este tempero indispensável.

 

Que o Senhor nos ajude a não desperdiçarmos ao Seu chamado para sermos sempre... Sal da Terra e temperar muitas vidas.

Boa leitura.