Família

Como Mães Solteiras Podem Criar Jovens Piedosos?

Um dos grandes desafios dos nossos dias para os pais é criar rapazes piedosos. Fazer isso sendo mãe solteira pode parecer impossível. Portanto, à medida que mais mulheres solteiras vêm a Cristo em nossos esquemas habitacionais carentes (e em comunidades pobres em todo o mundo), uma pergunta-chave é: “Como podemos criar jovens piedosos quando o pai está ausente e estamos por conta própria”?

 

Deixe-me começar dizendo que eu aceito, inequivocamente, que Deus pretendia que os filhos fossem criados por um homem e uma mulher no contexto da aliança do casamento para toda a vida. O problema em nossas comunidades é que nem todas as circunstâncias familiares são exatamente ideais. Você pode ter, como temos aqui em Niddrie, pais solteiros tentando criar seus filhos de maneira piedosa em circunstâncias difíceis e complexas. Não devemos, portanto, subestimar a importância da família da igreja local quando se trata de questões pastorais relacionadas a pais solteiros e discipulado. Deus, em sua infinita sabedoria, deu aos órfãos a dádiva da igreja local. Portanto, a igreja local tem um papel crucial a desempenhar na vida das mães solteiras.

 

Criar um jovem sendo mãe solteira é muito diferente do que criar uma jovem (acredite em mim, eu sei por experiência própria). É claro que meninos e meninas são iguais em termos de valor espiritual, mas têm papéis e necessidades diferentes na vida e na sociedade. Então, como as mães solteiras podem ajudar seus filhos a se tornarem homens piedosos? Aqui estão quatro maneiras.

 

1. Confie Em Deus

Eu sei, este não é um conselho revolucionário, mas me escute. As mães solteiras carregam o pesado fardo de tentar preencher o papel de mãe e pai. É uma tarefa muito difícil. Quando você é uma mãe solteira, não há uma dupla. Você não pode passar o bastão quando estiver exausta. No final das contas, não há ninguém além de Cristo para ajudá-la a arcar com os muitos fardos. Portanto, você deve confiar Nele. Leve suas preocupações ao Senhor e lance suas preocupações sobre Ele (I Pedro 5:7). Peça a Ele graça diária. Ore e depois ore um pouco mais. . . e, confie Nele.

 

2. Encontre Modelos Piedosos Em Sua Igreja Local

Conforme os jovens crescem, eles precisam desesperadamente de modelos masculinos piedosos e fiéis em suas vidas. Eles precisam de homens mais velhos com quem possam conversar – aqueles que ensinem e sejam um exemplo do que significa ser um homem piedoso. Quando o pai está ausente, pode-se sentir, pelo menos para a mãe, que há um grande sinal de “procura-se ajuda” constantemente pairando sobre a família. Não me entenda mal, não estou dizendo que o pai ausente não deva ser desafiado a cumprir suas responsabilidades (ele deveria), ou que a mãe deva procurar o próximo homem disponível para preencher o chamado “vazio” em sua vida (ela não deveria).

 

O que estou dizendo é que os homens de nossas congregações precisam perceber que há um papel que eles podem desempenhar na vida dos jovens que vivem em lares de mães solteiras. O menino precisa de um bom homem para ficar ao lado dele, fazer amizade com ele e mostrar-lhe como ser homem. Creio que é assim que Deus deseja que os órfãos sejam cuidados na igreja local.

 

Agora, este é um caminho difícil para uma mãe solteira trilhar. Por exemplo, como ela aborda um homem piedoso e pede que ele passe algum tempo com seu filho? Ela deveria mesmo fazer isso? Como isso seria visto? Há um campo minado de possíveis mal-entendidos, mas não deixe que isso seja uma desculpa para procrastinar. Ore e peça a Deus por ajuda e sabedoria. Aborde os mais velhos e peça-lhes conselho, cuidado e apoio.

 

3. Esteja Preparada Para Responder Às Perguntas Difíceis

Há algumas perguntas que os rapazes nos farão, como mães solteiras, que, se formos honestas, nossa resposta instintivamente seria: “Vá perguntar ao seu pai”. Todos nós conhecemos as perguntas das quais estou falando: aquelas relacionadas com pornografia, masturbação, sexo, meninas, etc. Essas são conversas desagradáveis que a maioria das mães não quer ter com seus filhos. Em uma situação familiar ideal, um pai piedoso conduziria o ensino dessas coisas a seu filho.

 

Mas se você é uma mãe solteira, não pode delegar isso. Essas conversas são difíceis. Não há como contorná-las. No entanto, você precisa se perguntar: se eu não estou falando sobre essas coisas com meu filho, quem está?

 

Os jovens aprenderão sobre elas em algum lugar. Enfrente isso. Eu mesmo tive que lidar com esses mesmos problemas dizendo ao meu filho “Lamento muito que você tenha que ter essa conversa comigo, mas é assim que as coisas são. . .”

 

4. Boa Fonte, Material Bíblico

Se você é uma mãe solteira lutando para saber por onde começar em algumas dessas questões difíceis, descobri que o livro (A batalha de todo adolescente) é um recurso muito útil. Embora este livro tenha sido escrito para pais e filhos, não desanime, pois ele é uma ótima plataforma para ajudá-la a falar com seu filho sobre algumas coisas desafiadoras. Eu trabalhei neste livro com meu filho, e ele não só o ajudou a lidar com a estranheza inicial da situação, mas também lhe deu uma visão que eu não teria conseguido trazer.

 

Claro, nenhum livro ou recurso deve substituir você conversando pessoalmente sobre a vida de seu filho. Mas eles podem ajudar onde você não tiver experiência. No final das contas, você pode não pensar como um rapaz, mas você conhece seu filho: você sabe como ele se comporta, o que o faz rir, o que o deixa triste, etc. Use o melhor que você tiver, pesquise o que você não sabe, ore e confie-o aos cuidados de Deus. Mas com tanto material por aí, é melhor consultar seus presbíteros e líderes para garantir que esses materiais sejam úteis e biblicamente féis.


Fonte: https://voltemosaoevangelho.com/blog/2021/02/como-maes-solteiras-podem-criar-jovens-piedosos/

Autora: Sharon é a Diretora de Operações e líder do ministério com mulheres no 20schemes. Ela tem mais de 26 anos de experiência trabalhando na comunidade principalmente com famílias e pessoas que estiveram ou estão em risco de ficarem desabrigadas.

Livro: A Batalha do Adolescente - Every Young Man’s Battle: Strategies for Victory in the Real World of Sexual Temptation